Banner Topo -Virtex Telecom Banner Governo do Estado Banner topo – Armazém do povo
Rede Brasil

Lula desembarca em Teresina para evento com Rafael Fonteles e Wellington Dias

em 03 de agosto de 2022

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarcou em Teresina por volta das 11h40 da manhã desta quarta-feira (03) no aeroporto Petrônio Portella.

O presidenciável foi recepcionado pela governadora Regina Sousa (PT), o governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), os candidatos Rafael Fonteles (PT) e Wellington Dias (PT), o senador Marcelo Castro (MDB) e o presidente do PT estadual João de Deus e Themístocles Filho (MDB).

Com forte esquema de segurança, o ex-presidente seguiu para o hotel. Na capital, Lula almoça com petistas e irá descansar. Às 18h participa de ato na Arena do Povo, na avenida presidente Kennedy, zona Leste de Teresina.

A aeronave com o ex-presidente veio da cidade de Campina Grande, na Paraíba. Do hangar, Lula saiu acompanhado por uma comitiva escoltada pela Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI).

Fotos: Renato Andrade/Cidadeverde

No local, uma equipe composta por 15 policiais militares também esteve de guarda e acompanhou o trajeto, realizando a parte ostensiva para que não haja nenhum bloqueio no caminho da comitiva com o presidenciável.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros também se deslocou até o aeroporto. Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, não houve nenhuma ocorrência registrada até o momento.

A governadora Regina Sousa (PT) destacou o gás do petista de 76 anos nas atividades de campanha. “O Lula traz sempre energia, muita luz, impressionada que o cara chega de uma maratona de quatro estados e está com uma cara melhor que a minha”, descreveu.

Regina Sousa também falou sobre a manifestação de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que ocorreu na sede do aeroporto e pontuou que a orientação aos petistas é a de não responder com violência.

“Que façam, agora, que seja com moderação, pois ali tem muita segurança. O Lula está sendo considerado com grau de segurança, que eles não se metam a besta. A manifestação é livre, mas eu não perderia tempo indo em manifestação do meu adversário. Nossa recomendação para o nosso pessoal é a de responder com paz e amor”, disse Regina Sousa.

O senador Marcelo Castro (MDB) apostou na presença de Lula como um dos fatores que alavancará a campanha de Rafael Fonteles no estado. Para ele, o apoio será maior a partir do momento em que a população associar a imagem do petista a do ex-presidente.

“A presença do Lula vai chamar atenção do Rafael, então, a população vai começar a saber que o Rafael é o candidato do Lula. Tenho certeza de que quando a população cristalizar isso, ele vai colocar vários pontos na frente de seu concorrente principal”, avaliou.

O senador ainda classificou como importante o reforço na segurança não só Lula, como também dos demais candidatos, devido à polarização política presente no país. “É prudente, pois está havendo um radicalismo muito grande, que tomem todas as precauções para não ocorrer um infortúnio”, disse o parlamentar.

Manifestações

Um grupo formado por pelo menos 30 pessoas se concentrou próximo ao aeroporto com cartazes de “Fora PT” e “Fora Lula”, além de manifestações contra membros da base governista.

Um grupo de militantes do Partido dos Trabalhadores também esteve presente.

Matéria Original

A Polícia Federal faz varredura no local onde acontecerá o ato de recepção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Teresina. Lula é considerado pela PF como risco máximo de segurança. Na capital, os organizadores seguem à risca as orientações das policiais. A varredura é para evitar qualquer investida de criminosos contra a vida do ex-presidente.

Devido a pandemia e os cuidados na segurança, os organizadores resolveram suspender encontro que Lula teria com líderes políticos da base, limitou fotos e contenção no palco para evitar imprevistos. No evento, não haverá falas de candidatos no ato que acontece, às 18h, na Arena do Povo, na avenida Presidente Kennedy, na zona Leste da cidade. Somente Lula, Wellington Dias, Rafael Fonteles e Regina Sousa irão falar.

Lula desembarca em Teresina por volta do meio dia no aeroporto Petrônio Portella. Ele segue para o hotel onde terá um encontro restrito com a governadora Regina Sousa (PT), o candidato ao governo do estado, Rafael Fonteles (PT), o candidato a vice, deputado Themístocles Filho (MDB) e o ex-governador Wellington Dias (PT), candidato ao Senado e um dos coordenadores da campanha de Lula.

O presidente de Federação, João de Deus, confirmou que não haverá encontro com os presidentes dos partidos da base com o Lula. Ele está vindo de Campina Grande, na Paraíba, e que iria descansar e se preparar para o ato à noite em Teresina.

A expectativa dos petistas é atrair mais de 40 mil pessoas no ato na zona Leste. Os portões serão abertos, às 15h. Uma série de proibições estão sendo feitas como não levar mochilas, bolsas grandes, bandeira com cabo de madeira (que seja cabo de PVC), frutas cortadas e não terá uso de drones.

O trânsito na avenida Kennedy passará por alterações, liberando carros pequenos com rotas diferentes para os ônibus.

“Estamos seguindo à risca as orientações da segurança. A PF fará varredura no local para evitar qualquer risco para o Lula”, disse João de Deus. A segurança do ex-presidente foi reforçada em Teresina.

Segundo João de Deus, na caravana do Lula estarão os coordenadores da campanha, Aloisio Mercadante, José Graziano, idealizador do Fome Zero, o senador Randolfe Rodrigues e a esposa de Lula, a socióloga Rosângela Silva, a Janja.

O presidente do PT, Gleisi Hoffmann e o candidato a vice de Lula, Geraldo Alckmin não estão na caravana.

Lula deve pernoitar em Teresina e na manhã de quinta retorna para São Paulo.


Fonte: Cidade Verde

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.