Banner topo – Armazém do povo Banner Topo -Virtex Telecom Banner Governo do Estado
Rede Brasil

PT oficializa candidatura de Rafael ao governo e Wellington ao Senado

em 23 de julho de 2022

O PT oficializou neste sábado (23) o ex-secretário de Fazenda do estado, Rafael Fonteles, como candidato ao governo do Piauí nas eleições de outubro. A convenção da legenda aconteceu no Atlantic City, na zona Leste de Teresina. Outros partidos da base se reuniram no mesmo complexo e também homologaram candidaturas, como o MDB, que indicou o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho, o vice de Rafael ao Palácio de Karnak.

Rafael Fonteles chegou ao evento por volta das 15h40 acompanhado do ex-governador Wellington Dias (PT), que também oficializou a candidatura ao Senado na tarde deste sábado. Ele destacou que vai priorizar áreas como geração de emprego e renda para os mais pobres do estado, através de propostas concretas.

“São mais de 130 candidatos a deputado estadual e federal, nove partidos, teremos hoje a maior convenção de todo o estado do Piauí, mostrando a força e sintonia que esse time tem com a população e que tem a melhor proposta para resolver os problemas do povo. É isso que nos interessa. Temos a sorte de contar com o nosso ex-presidente Lula e no dia 03 de agosto estaremos nesse momento com ele”, disse Rafael.

O candidato a vice-governador Themistocles Filho pediu aos apoiadores que se mobilizem como se estivessem em uma “guerra” para vencer em primeiro turno. Ele também teceu elogios a Rafael Fonteles, Wellington Dias e Regina Sousa, dizendo que são um “time de alma”.

“Essa aqui não é uma guerra de deputado estadual, é uma guerra de governo para vencermos no primeiro turno”, disse. “Rafael tem a obrigação de fazer um governo melhor do que Wellington Dias e o Wellington Dias não vai se zangar, só se zanga se não fizer”, disse.

Já o ex-governador Wellington Dias fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Para ele, a oposição no Piauí segue um modelo liderado pelo presidente de “mentira” e “deduzismo” para desviar o foco da população dos reais problemas do país.

“Infelizmente, liderados por Bolsonaro criaram um modelo para desviar o foco das pessoas para a mentira, espetáculo, o ‘deduzismo’, que atrapalha resolver os problemas da fome, do desemprego, da necessidade de termos alternativas para dar solução a essas coisas. É seguir o plano que já mostra grandes resultados no Piauí. O Rafael já mostra ser uma pessoa preparada na condução do estado. Esses resultados certamente serão maiores na integração de Lula presidente, junto com Geraldo Alckmin”, disse.

Preparado para superar Wellington

Rafael Fonteles começou o discurso relembrando da infância, quando acompanhava o pai, o ex-deputado Nazareno Fonteles, em reuniões do PT, até o momento em que foi nomeado como secretário de Fazenda. Em uma fala enfática, ele garantiu que se sente preparado para superar Wellington Dias como gestor no Piauí, conforme desafio lançado por Themístocles Filho.

“Fui testemunha ocular da transformação que esse estado passou a partir de 2022, sem dúvidas o Piauí é outro. A partir dessa luta, o governador me deu a oportunidade de não ser só testemunha, mas de dar a minha contribuição como secretário. Agora, que o Tomaz e Teresa estão vendo o pai abraçar essa missão de corpo e alma. Rafael Fonteles com a missão difícil como todos falaram de fazer um governo ainda melhor do que foi feito. Sem falsa modéstia, me sinto de fato preparado”, declarou.

Ele também falou sobre a necessidade de geração de empregos e disse que um dos objetivos, caso seja eleito, será o de digitalizar todas as pastas do governo.

“Tudo isso está em nosso projeto de governo, que foi feito por muita gente, é por isso que estamos motivados”, disse.

No meio da fala, ele desceu do palco e continuou falando em meio às pessoas. No local, Rafael Fonteles afirmou que está é a eleição mais importante pela qual o Brasil já passou. Ele fez duras críticas a Jair Bolsonaro, dizendo que o atual presidente deu fim a diversos programas sociais.

Rafael também evocou o nome do ex-presidente Lula, relembrando que o petista pode ganhar a eleição em primeiro turno.

“Essa é a eleição mais importante das nossas vidas, porque por culpa não do Piauí, em 2018 assumiu o poder uma verdadeira tragédia chamada Bolsonaro que acabou todos os programas sociais. O Minha Casa Minha Vida, Prouni, Fies. Lula é candidato desde de 89 e é a primeira vez que poderá vencer no primeiro turno. Não é só porque estamos sentindo, não é só por pesquisas, é porque Lula chamou para ser o vice o ex-adversário, Geraldo, e chamou um cabra do Piauí que só sabe vencer em primeiro turno Wellington Dias”, disse.

Foto: Renato Andrade

Quem é Rafael?

Rafael Fonteles é bacharel em Matemática pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Mestre em Economia Matemática pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA-RJ). Também foi presidente do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz) por dois mandatos, e Secretário de Fazenda do Piauí.

Base aliada

Outros oito partidos da base se reuniram no mesmo complexo e também homologaram candidaturas. Entre eles, o PV e PCdoB, que fazem federação com o PT, além do MDB, que indicou o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho, o vice de Rafael ao Palácio de Karnak. PSD, Solidariedade, o PROS, PSB e o Agir (antigo PTC), também realizaram convenção.

O senador Marcelo Castro (MDB) foi um dos primeiros ao chegar ao local e afirmou acreditar que Rafael Fonteles vencerá o principal adversário, Silvio Mendes (União Brasil), ainda em primeiro turno. Na análise do parlamentar, o maior desafio do ex-secretário de Fazenda é ser conhecido pela população e aposta na convenção como um ponto de partida para que o pré-candidato petista desponte em intenções de votos. O PT ainda programa uma série de ações previstas para o próximo mês que impulsionem a campanha, a exemplo da vida do ex-presidente Lula ao Piauí.

“Temos boas expectativas para esse evento da convenção que terá bastante publicidade, pois há uma parcela da população que não sabe que o Rafael é candidato. No dia 03 de agosto quando Lula vier ao Piauí e declarar o apoio e quando começar o programa eleitoral em 16 de agosto, eu não tenho a menor dúvida que ele vai despontar na frente do adversário”, avaliou Marcelo Castro.

Enzo Samuel e vereadores marcam presença

Vereadores de Teresina também marcaram presença na convenção do PT e subiram no palco montado pela organização, inclusive, o vereador Enzo Samuel (PDT), cuja presença no evento havia sido posta em questão. O partido dele na sexta-feira (22) havia declarado apoio à oposição.

“Hoje é a festa de democrática, o espaço lotado, o povo comparecendo. Já faço parte desse time há algum tempo, acompanho o governador Wellington Dias e não poderia ser diferente. Vamos continuar esse trabalho para, cada vez mais, construir um Piauí melhor”, disse Enzo.


Na imagem respectivamente, o vereador Deolindo Moura (PT), Markim Costa (Republicanos), Wellington Dias, Enzo Samuel, Capitão Roberval Queiroz (União Brasil) e Eduardo Dragaallana (PDS).


Fonte: Cidade Verde

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.