Banner topo – Governo do Estado – Mãos higienizadas Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Armazém do povo Banner topo – governo do Estado – Economia com responsabilidade Banner topo – governo do Estado – Máscaras Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Prefeito de município do Piauí quer construir monumento a Bolsonaro; População faz abaixo-assinado para impedir homenagem

em 07 de agosto de 2020

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, teria enviado uma carta ao presidente Jair Bolsonaro o convidando para visitar novamente aquela cidade. O motivo, segundo apurou a Coluna Radar, da Veja, seria porque o prefeito de Parnaíba inaugurará um monumento em homenagem a Bolsonaro, em Parnaíba.

A carta teria sido enviada ao presidente em 30 de julho e a visita seria realizada em 14 de agosto.

“A partir das 7h da manhã do dia 14, estimo que presente vossa excelência esteja na ‘Metrópole das Províncias do Norte do Brasil’ para participar da missa em ação de graças e, em seguida, de solenidade para consecução de ato registral sobre a data histórica de 14 de agosto de 2019”, diz Mão Santa em trecho da carta.

O presidente Jair Bolsonaro e o prefeito de Parnaíba, Mão Santa (Foto: Marcos Corrêa / Presidência da República)

Nesta data, Bolsonaro visitou a cidade litorânea em 2019 pelo primeira vez como presidente. “Visitou Parnaíba o líder ungido por Deus, presidente Jair Messias Bolsonaro, que livrou o Brasil do comunismo e da corrupção”, diz Mão Santa. “Vossa excelência encantou o povo parnaibano na condição de presidente do Brasil”, segue o prefeito.

Essa frase, escrita em uma placa, deverá ser pregada em uma pirâmide no centro da cidade, em homenagem ao presidente.

ABAIXO-ASSINADO

Os moradores da região, no entanto, não concordaram com o prefeito Mão Santa – pelo menos uma parcela.  Populares começaram um abaixo-assinado na plataforma Avaaz.org contra a visita de Bolsonaro e a homenagem. Até esta sexta-feira, 07 de agosto, 1.200 pessoas assinaram a petição.

“Essa petição tem como objetivo expressar não apenas contrariedade às delirantes palavras do prefeito, mas destacar que a população é contrária à presença do atual presidente, que tem como projeto político: ataque às minorias, desmonte de políticas públicas de avanços sociais aos mais vulneráveis, violação de direito à desmarcação de terras indígenas, além dos diversos discursos misóginos”, registra o texto.

 

Fonte: Coluna Radar/Veja

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.