Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Em Dom Expedito Lopes, vereador Kyldary elenca cobranças ao prefeito durante sessão; transporte, saúde, teste seletivo e IPTU foram pauta

O ex-presidente da Câmara, vereador Kyldary, cobrou do prefeito o cumprimento do convênio para transporte de alunos até o município de Picos, bem como a convocação dos aprovados no teste seletivo, dentre outros. Kyldary apresentou ainda um projeto de lei sobre isenção de IPTU para munícipes acima dos 60 anos.

em 09 de fevereiro de 2019

Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Dom Expedito Lopes, Kyldary Gonçalves

Em plenária lotada, a Câmara de Vereadores de Dom Expedito Lopes retomou suas atividades na noite desta sexta-feira (8). Conduzida pelo atual presidente, vereador De Assis, a sessão promoveu um verdadeiro momento de reivindicações populares repassadas aos legisladores locais.

O ex-presidente da Câmara protagonizou boa parte das polêmicas sobre a administração do Executivo Municipal debatidas na ocasião. O vereador De Assis, vereador Kyldary, estudantes e populares em geral fizeram cobranças claras no atendimento às demandas locais na presença do prefeito Valmir Barbosa.

O vereador Kyldary levou para apreciação dos colegas legisladores um projeto de lei referente a isenção do Imposto Sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana para pessoas com mais de 60 anos, os aposentados. Além do projeto, o mesmo detalhou o recebimento, recentemente, do carnê de pagamento do IPTU e destacou a indicação do ano referente para pagamento, 2017, solicitando por tanto a isenção da taxa retroativa caso o ano não tenha sido erro de digitação, alegando no caso acúmulo de taxas (2017 e 2018) ficando um valor alto a ser pago pela população em um intervalo pequeno de tempo.

Câmara é lotada em primeira sessão ordinária no município de Dom Expedito Lopes

Sobre a polêmica do transporte para estudantes, o ex-presidente da Câmara reforçou que o ônibus universitário foi conquistado através de convênio feito da Prefeitura e os vereadores da época junto ao estado.

“O estado deu esse ônibus na condição do município arcar com as despesas. Mais uma vez lembro a vocês. Então é sim sua responsabilidade, pois quem pega a prefeitura assume com ônus e com bônus” afirmou aplaudido pelos presentes.

Kyldary relembrou a prática de incentivo aos estudantes através da oferta de transporte, destacando a mesma desde a administração de seu pai, quando os alunos eram levados e trazidos de Dom Expedito Lopes (PI) à Araripina (PE), esforço para incentivar e permitir o crescimento da população local.

Sobre o teste seletivo, realizado no início de 2018 para o preenchimento de 53 vagas, o vereador Kyldary detalhou a identificação de falhas no chamamento dos aprovados, visto que o teste tinha caráter imediato. Em discurso, o vereador desqualificou a alegação do prefeito, segundo ele feita em rádio local, onde justificou a mudança de governo nacional como insegurança para os pagamentos. Porém, Kyldary reforçou que o teste seletivo foi em março de 2018 e o resultado do certame foi homologado, cobrando a convocação dos aprovados, identificando 6 deles como “excluídos”, ainda no ano passado. A alegação de falta de recursos esbarra ainda, segundo o vereador, na contradição diante de contratações comprovadas através de publicação em Diário Oficial, destinadas a cargos comissionados compreendidos, pelo mesmo, como cargos políticos.

Vereador Kyldary Gonçalves

“Engraçado que não pode pagar as pessoas aprovadas, os seis que ficaram excluídos, e toda hora no Diário dos Municípios é contratação”, questionou.

“Eu só peço ao senhor que se ponha no lugar dessas pessoas, dos pais desses jovens, que tem milhões de sonhos e passaram neste teste seletivo. Chame, convoque as pessoas, os seis que ficaram”, solicitou em discurso dirigindo-se ao prefeito.

Como ex-presidente da Câmara, Kyldary relatou a dificuldade de atuação no ano de 2018 pela falta de disponibilidade do prefeito para diálogo.

“Espero que o atual presidente dessa Casa tenha mais sorte que eu quando presidi a Câmara no ano passado. Passaram 365 dias e eu não tive uma conversa sequer com o senhor prefeito. Foram muitas tentativas, mas infelizmente todas sem êxito” disse.

Destacando a saúde pública, o vereador destacou o crescimento da população animal no município, reforçando a castração, de base legal, para evitar o acontecido.

“Um ano aqui de presidência, um ano sendo humilhado. Por isso eu sei o que vocês estão passando hoje, estudantes”, desabafou o vereador relembrando dificuldades impostas, segundo o mesmo, por questões políticas, incluindo a reforma e ampliação da Câmara barrada pela Prefeitura Municipal.

O vereador encerrou suas palavras reforçando o apelo na manutenção do transporte escolar para os estudantes universitários deslocarem-se até Picos.

O projeto de lei para isenção de IPTU, apresentado na ocasião pelo vereador Kyldary, será ainda apreciado e votado em momento oportuno.

Matéria relacionada: DOM EXPEDITO | Com Casa lotada, primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores em 2019 é marcada por cobranças e denúncias ao prefeito

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.