Banner Estado do Piaui Banner topo – Armazém do povo Banner Topo -Virtex Telecom

Servidores da UFPI e professores do IFPI decidem encerrar greve

em 02 de julho de 2024

Foto: SINTUFPI

Os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e os professores do Instituto Federal do Piauí (IFPI) puseram fim às greves das categorias em assembleias nesta segunda (1º).

No caso dos servidores da UFPI, a greve da categoria já durava 72 dias. 

Dessa forma, já nesta terça, atividades que estavam prejudicadas voltam ao serviço original, dentre os quais, o horário de funcionamento da Biblioteca Central, o Restaurante Universitário, dentre outros.

O presidente do SINTUFPI, Bartolomeu Carvalho, frisou as conquistas após o acordo fechado nacionalmente entre o governo federal e o sindicato nacional que representa os técnico-administrativos das instituições de ensino superior. Ele lembra que foi acordado um aumento de 9% para 2025, tanto para ativos e inativos, aumento de 5% para 2026 e um reajuste do step salarial da categoria.

“A Assembléia de hoje foi determinante. Após a assinatura do acordo, chegamos ao final da greve com o retorno das atividades amanhã, dia 2. E nesse momento, queremos agradecer principalmente aqueles que caminhamos juntos, Sintufpi, Adufipi, Ifpi, e outros sindicatos”, citou.

Além dos servidores, os professores também estão retomando as atividades. A greve docente na UFPI teve fim após uma assembleia na última quinta-feira (27). Nos campi de Floriano e Bom Jesus, o retorno aconteceu nesta segunda (1º). Já em Teresina e em Picos, o retorno acontecerá na quarta (3).

Fim da greve do IFPI

Em assembleia que terminou no início da noite desta segunda, os professores do IFPI também decidiram por fim à paralisação, aderindo ao movimento nacional. Os docentes ainda reivindicavam a discussão de algumas pautas locais com a reitoria do instituto relativas ao Novo Ensino Médio. Os docentes concordaram com o fim do movimento grevista, e marcaram para o dia 4 de julho, próxima quinta-feira, o retorno às atividades.

Fonte: Cidade Verde