Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Armazém do povo Banner Estado do Piaui

Francisco Santos vive clima de tensão após chacina

Moradores da comunidade Belmonte, zona rural do município de Francisco Santos, a 75 quilômetros de Picos, vivem um clima tenso depois da chacina.

em 29 de setembro de 2016

Quatro pessoas foram executadas a tiros em Francisco Santos – Foto: Grande Picos

Moradores da comunidade Belmonte, zona rural do município de Francisco Santos, a 75 quilômetros de Picos, vivem um clima tenso depois da chacina que vitimou quatro pessoas na noite desta segunda-feira (26). A reportagem do Grande Picos esteve no local e familiares e amigos das vítimas.

O agricultor Francisco Raimundo dos Santos, 50 anos, esposo de uma das vítimas e pai de outras duas, descreveu o sentimento que vive no momento e narrou o que encontrou na cena do crime. “Eu tinha ido para um comício, por sinal demorei pouco no local, então quando retornei percebi a cancela aberta e a televisão ligada, imaginei que eles estivessem assistindo. Quando adentrei me deparei com os quatro já sem vida”, conta emocionado.

Agricultor relata como tudo aconteceu - Foto: Grande Picos

Agricultor relata como tudo aconteceu – Foto: Grande Picos

O agricultor, que reside no local há quase trinta anos, jamais imaginou que pudesse perder parte de sua família de forma tão trágica. “Agora eu me pergunto o que minha família fez para sofrerem uma barbaridade dessas? Quem fez isso acabou não só com a vida deles, mas também com a nossa”, desabafou.

Ainda de acordo com Francisco Raimundo, seus dois filhos estavam trabalhando fora do estado e estavam na casa dos pais a passeio. Eles aproveitariam a estadia na terra natal para votar nas eleições municipais do próximo domingo e em nenhum momento reclamaram de possíveis ameaças de morte. Meus filhos estavam há mais de um ano fora, mas aqui eles tinham amizade com todo mundo. Posso garantir que meus filhos eram do bem”, acrescenta o agricultor.

Francisco Santos vive tensão após chacina - Foto: Grande Picos

Francisco Santos vive tensão após chacina – Foto: Grande Picos

Para a polícia, o alvo da execução era Anildo Apolinário, conhecido como “Cabeção”, primo do lavrador Francisco Raimundo. “Sobre ele o que eu posso afirmar é que ele chegou me pedindo serviço e eu dei. Quanto à vida dele, só os pais poderão explicar”, ponderou.

Mesmo o crime tendo corrido na zona rural do município, a cidade está em clima de tensão. A população está assustada com a barbárie.

Francisco Santos vive tensão após chacina - Foto: Grande Picos

Francisco Santos vive tensão após chacina – Foto: Grande Picos

O prefeito Edson Carvalho disse que a chacina, além de ter deixado uma tristeza profunda na comunidade, deixou também a preocupação. “Com certeza não só a comunidade, mas todo o município está comovido. Esse foi o primeiro caso de tamanha barbaridade ocorrido em Francisco Santos”, pontuou”.

Moradores que pediram para não terem os nomes revelados informaram ao Grande Picos que pessoas estranhas foram vistas nas redondezas nos últimos dias, na maioria das vezes utilizando-se de motocicletas como meio de transporte.

VEJA MAIS FOTOS:

dsc_0067

dsc_0046

dsc_0057
dsc_0049
dsc_0052

Portal Grande Picos

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.