Banner Topo -Virtex Telecom Banner Governo do Estado Banner topo – Armazém do povo
Rede Brasil

Com escassez de chuvas, área de seca aumenta no Piauí

em 26 de abril de 2021

A área de seca aumentou no Piauí entre fevereiro e março, apontou o Monitor de Secas, atualizado no dia 19 de abril. O aumento foi registrado no centro-sul do estado, em decorrência de chuvas abaixo da normalidade. A área com seca moderada subiu de 22,49% em fevereiro de 2021 para 53,17% em março.

Por outro lado, as chuvas acima da média nos últimos meses aumentaram a área livre de seca na região norte do Piauí, embora tenha sido em menor proporção, elevando de 8% para 17% entre fevereiro e março.

Os impactos continuam de curto e longo prazo (CL) no centro-sul, e de curto prazo (C) nas demais áreas. Segundo o monitoramento, considera-se curto prazo, os últimos 3, 4 e 6 meses e o longo prazo os últimos 12, 18 e 24 meses.

Comparativo da seca entre fevereiro de 2021 (à direita) e março de 2021 (à esquerda) | FOTO: Monitor de SecasComparativo da seca entre fevereiro de 2021 (à direita) e março de 2021 (à esquerda) | FOTO: Monitor de Secas

Em fevereiro, apenas o extremo sul do Piauí apresentava seca moderada (em laranja na imagem), abrangendo municípios como Corrente, Gilbués e Caracol.

A área de seca fraca (em amarelo) foi registrada de Bom Jesus (sul do Piauí) até a região de José de Freitas, Campo Maior e Sigefredo Pacheco (ao Norte do estado) e parte da divisa do Piauí com o Ceará, abrangendo municípios do litoral do Piauí, como Luis Correia e Parnaíba. Naquele mês, municípios como Cocal, Luzilândia e Esperantina não apresentaram zona de seca.

Em março, a área de seca moderada (área laranja) foi ampliada até a região de Picos e Uruçuí. Municípios que estavam na área de seca fraca, a exemplo de Bom Jesus, registraram aumento no estado de seca, com chuvas abaixo da média.

No norte do Piauí, as chuvas de março fizeram aumentar a região sem seca e diminuíram a área de seca fraca, abrangendo municípios como Alto Longá e Pedro II.

Chuvas irregulares

De acordo com o climatologista Werton Costa, em entrevista para o Meionorte.com, o período chuvoso no Piauí foi “profundamente irregular”.

“Na pré-estação (novembro/dezembro), as chuvas ficaram abaixo da média esperada. A quadra chuvosa (janeiro a abril), logo de início janeiro ficou abaixo da média. O mês que se apresentou dentro da normalidade e ligeiramente acima da normalidade foi fevereiro”, explicou.

No mês de março, de acordo com o climatologista, as chuvas se concentraram na faixa norte do estado. Embora o mês de abril não tenha chegado ao fim, o mês também deve fechar com chuvas abaixo do esperado.

“A primeira quinzena de abril foi extremamente negativa, ou seja, tivemos um déficit pluviométrico muito grande. Isso permitiu, naturalmente, os padrões de seca fraca e de seca moderada, o que é natural quando se tem uma carga de chuva menor em alguns municípios. Mesmo em condições de normalidade, quando termina a quadra chuvosa, os processos de estiagem tendem a retornar”, destacou.


Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.