Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner Topo -Virtex Telecom Banner SEBRAE semana MEI Banner topo – Armazém do povo
Rede Brasil

Piauí tem 31 barragens em Categoria de Risco alto e relatório aponta “iminente calamidade”

em 26 de janeiro de 2019

Nesta sexta-feira (25) o Brasil voltou os olhos para a cidade de Brumadinho (MG), arrasada pelo “mar de lama” provocado pelo rompimento de barragens em uma mina da empresa Vale. Ao menos 200 pessoas estão desaparecidas. Diante da tragédia, o tema segurança das barragens pelo país volta à pauta, e infelizmente o Piauí tem no currículo números preocupantes. A exemplo do que aponta o relatório da Agência Nacional de Águas, apresentado no final do ano passado, mostrando que 31 barragens no estado foram apontadas pelo alto índice na chamada Categoria de Risco. Destas, 13 foram elencadas pelo Dano Potencial Associado alto.

As situações mais graves incluem as barragens do Bezerro e do Emparedado, localizadas em José de Freitas e em Campo Maior.

    No ano passado a barragem do Bezerro por pouco não rompeu. Uma fissura foi descoberta na parede do reservatório e os órgãos tiveram de agir para evitar um desastre

No final de 2018, o senador Elmano Férrer trouxe ao Piauí o debate sobre a Política Nacional de Segurança das Barragens e apresentou o relatório da Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) sobre a condição geral das barragens pelo país.

Ao compilar dados de 31 órgãos fiscalizadores, foram identificadas 24.092 barragens. Destas, 42% não possuem ato de autorização, outorga ou licenciamento. O levantamento aponta ainda que 723 barragens tiveram indicação simultânea de risco alto e de dano potencial alto.

Entenda a classificação das barragens

Sobre a situação do Piauí, com 31 barragens apontadas pelo alto risco, o relatório conclui. “É uma demonstração inequívoca da situação de iminente calamidade que vivemos em nosso estado”. E cita a situação de barragens construídas há mais de 100 anos que carecem de manutenção e lembra do desastre de Algodões, ocorrido em 2009.

Brumadinho: tragédia anunciada

“A falta de compromisso e as constantes restrições financeiras culminam em manutenção precária ou abandono das barragens, e as consequências são o alto risco de grandes prejuízos materiais e ambientes com rompimentos, além do risco inaceitável de perdas de vidas humanas. O que aconteceu hoje na Barragem de Brumadinho, mais uma vez no estado de Minas Gerais, infelizmente era uma tragédia anunciada”, diz o senador Elmano Férrer.

O parlamentar lembra ainda das recomendações trazidas relatório da Comissão do Senado. “Entre elas: que os órgãos e entidades responsáveis pela implementação da Política Nacional de Segurança de Barragens tenham sempre em mente o caráter humano, social, ambiental e econômico dessa política, e que os órgãos federais e estaduais competentes aumentem a execução dos recursos orçamentários destinados à segurança de barragens”.

Fonte: 180 Graus

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.