Banner topo – Armazém do povo Banner Topo -Virtex Telecom BAnner Governo do Estado Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Em Teresina, psicóloga alegretense participa do ‘Seminário Estadual de Prevenção e Posvenção ao Suicídio’

Preocupado com a situação, o governador Wellington Dias (PT) através da Secretária de Saúde, desenvolveu o Plano Estadual de Prevenção ao Suicídio que foi lançado na manhã desta quinta-feira (24/08) e seguiu nesta sexta-feira (25/08) na APPM.

em 25 de agosto de 2017

O relatório da Organização Mundial da Saúde – OMS, aponta o suicídio como um dos grandes problemas de saúde pública da atualidade. Os dados alarmantes mostram que a cada 40 segundos, uma pessoa no mundo tira a própria a vida. No Piauí, foram 152 mortes em 2016, tornando o Estado com a maior taxa de mortalidade no país, sendo 7,6 por 100 mil habitantes.

Preocupado com a situação, o governador Wellington Dias (PT) através da Secretária de Saúde, desenvolveu o Plano Estadual de Prevenção ao Suicídio que foi lançado na manhã desta quinta-feira (24/08) na APPM.

O Seminário, que conta com a participação de representantes de diversos municípios, incluindo psicóloga Rayane Oliveira, de Alegrete do Piauí, seguiu nesta sexta-feira (25/08) com o objetivo de implantar a prevenção ao suicídio por todo o Estado.

O evento contou com palestras de profissionais renomados, mesa redonda, apresentações culturais e debates sobre os principais temas relacionados à prevenção ao suicídio, como “Suicídio como problema de saúde pública no Brasil”, “Ações da RAPS/PI na prevenção ao suicídio”, “A valorização da vida na prevenção ao suicídio”, “Transtornos mentais, uso de drogas e suicídio nas populações LGBT e negra”, “O comportamento autolesivo no contexto escolar”, “O papel da mídia e os efeitos frente ao suicídio”, “Avaliação e intervenção em crise”, “Posvenção do suicídio”, “Resiliência e bem-estar pelo à luz da Biopsicologia”.

COMO FUNCIONARÁ O PLANO

Dias apontou a vida conectada nas tecnologias atuais como pontos que influenciam no crescimento de casos de suicídios. “Também vejo que a nossa geração e muito menos as próximas gerações não estão preparadas para esse mundo novo e com o que acontece que há muitas coisas terríveis. Precisamos conhecer e nos preparar para essa nova forma de viver”, concluiu o governador. O lançamento se dá em conjunto com a realização do Seminário Estadual de Prevenção e Posvenção ao Suicídio.

“O material foi produzido por pesquisadores e especialistas da área e prevê o conjunto de medidas que devem ser tomadas por diversas instâncias governamentais, municípios e sociedade civil para que possamos controlar o suicídio e conscientizar as pessoas sobre a importância do cuidado com a saúde mental”, comenta Gisele Martins, gerente de Saúde Mental do Estado.

O Plano prevê a implantação de fluxos e protocolos de acolhimento e manejo de pessoas que tentaram ou cometeram suicídio para as redes de Atenção à Saúde (SUS), Educação, Segurança e Socioassistencial (SUAS), para isso o Governo investirá na qualificação dos profissionais dessas redes e demais atores intersetoriais que atuam diretamente na rede de cuidados a esses cidadãos.

Será disponibilizado um sistema de hotline, com atendimento em telemedicina para assistência psiquiátrica pelo SAMU. (via Oito e Meia)

Sobre o suicídio

Segundo estudo, 804 mil pessoas cometem suicídio todos os anos em todo mundo. O Brasil é o oitavo país em número de suicídios.

O Piauí apresenta uma taxa bruta de mortalidade por suicídio superior à do Brasil e Nordeste no período de 2010 a 2014, caracterizado por uma tendência crescente, ao se fazer uma comparação entre os anos de 2010 e 2014 respectivamente. Em termos de dados absolutos, evidencia-se que Teresina é o município com maior número de óbitos por suicídio, seguido pelos municípios de Parnaíba e Picos. (via Oito e Meia)

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.