Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner Topo -Virtex Telecom Banner SEBRAE semana MEI Banner topo – Armazém do povo
Rede Brasil

10 mil peixes morrem no açude barreiras em Fronteiras; Associação de piscicultores lamenta prejuízo

O Presidente da Associação de Piscicultores, Antônio José de Sousa, lamentou o fenômeno ocorrido, relatando que o fato deixa uma perda irreparável.

em 15 de abril de 2019

Cerca de 10 mil peixes morreram deste domingo (14) para a segunda-feira (15). Foto enviada a nossa redação.

Cerca de 10 mil peixes da espécie Tambaqui morreram no último domingo, 14 de abril, e nesta segunda-feira (15), no açude barreiras, município de Fronteiras – PI. Os peixes eram criados em gaiolas no referido açude, e utilizados para comercialização. Ao todo, 15 piscicultores possuíam os peixes nas gaiolas do açude.

Segundo informações repassadas por um dos associados a redação do Portal Piauí em Foco, os peixes já estavam sendo comercializados a cerca de três meses, e nesta referida semana, seria o período de maior demanda de peixes, devido ao feriado da semana santa, onde um grande numero de pessoas procuram pelo consumo do peixe.

De acordo com as informações apuradas, a causa da morte dos peixes pode ter sido por conta do excesso de água que está entrando no açude barreiras, devido as chuvas que atingem a região. Segundo o que foi apurado, foi devido a entrada de muita água suja no referido açude, juntamente com muito mato trazido pela chuva, que os peixes acabaram morrendo por conta da falta de oxigênio.

Segundo o Presidente da Associação de Piscicultores, Antônio José de Sousa, essa não é a primeira vez que acontece tal fenômeno no açude barreiras. Há 3 anos, o mesmo fato ocorreu no local, o que deixou também uma perda irreparável para os piscicultores e para população de Fronteiras.

De acordo com um dos Associados a associação dos piscicultores do município de Fronteiras, já neste domingo (14) , foi que os peixes que estavam nas gaiolas começaram a morrer. O mesmo relatou ainda que no mesmo dia, domingo 14 da abril, foram retirados alguns peixes das gaiolas, ficando ainda outra parte dos peixes no local. E foi na manhã desta segunda-feira (15), que os piscicultores encontraram o restante dos peixes mortos.

De acordo com a Associação, os peixes serão enterrados por conta do forte odor que os mesmos provocam.

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.