Banner topo – Armazém do povo Banner Governo do Estado Banner Topo -Virtex Telecom
Rede Brasil

Após alta: Médico afirma que camarão não mastigado causou problema de Bolsonaro

em 05 de janeiro de 2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu alta hospitalar na manhã desta quarta-feira (5), após dois dias internado na capital paulista. Ele deu entrada no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada de segunda-feira (3), por conta de uma obstrução no intestino.

Em coletiva de imprensa, o médico que acompanha o presidente desde 2018, Antônio Luiz Macedo, disse que o problema foi provocado por conta de um camarão não mastigado corretamente.

“O camarão não foi mastigado, é o que ele tá explicando. A gente pede pra que todos fazerem o que a gente faz: mastigar 15 vezes cada garfada”.

“Eu não almoço, eu engulo. A peixada tinha uns camarõezinhos também, comi e mastiguei o peixe e comi o camarão”, disse Bolsonaro.

Segundo Macedo, Bolsonaro fará uma dieta especial e caminhadas nas próximas semanas.

“O presidente sofreu um atentado anos atrás, uma facada, que originou uma cirurgia muito bem-feita pelos profissionais que atenderam ele. Mas, [ele] teve peritonite alguns dias depois do acidente. Essa peritonite gerou grande quantidade de reação imunológica no abdômen dele. Embora esteja tudo bem, as alças são boas, essas aderências, às vezes, possuem quadro de obstrução intestinal. Normalmente nesses quadros nós não operamos direto, se faz uma sonda gástrica, hidratação parenteral, corta a alimentação”, explicou o médico.

Ao deixar o hospital, Bolsonaro afirmou que é “maldoso” dizerem que ele estava de férias em Santa Catarina. Ele teve que interromper a viagem por causa do tratamento.

“[Sou] um presidente que não tem férias. É maldoso quem fala que estou de férias. Eu dou minhas fugidas de jet ski, dou uns cavalos de pau com carro no Beto Carrero. Agora recebi uma intimação aqui. Eu ia saltar (de paraquedas) em fevereiro, agora recebi um aviso do Macedo aqui que não vou mais. Ia saltar para promover o nosso KC-390 (jato da Embraer), por livre e espontânea vontade — disse”.

Horas depois da saída do presidente, o hospital soltou o boletim sobre a alta:

“O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, recebeu alta hoje do Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or. O Presidente estava internado desde 03 de janeiro para tratar um quadro de suboclusão intestinal. Ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente.”

O texto é assinado pelos médicos Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, Leandro Echenique, Ricardo Camarinha, Antonio Antonietto e Pedro Loretti.

A informação da alta foi divulgada primeiramente pelas redes sociais de Bolsonaro, em postagem publicada por volta das 8h40.

Nesta terça (5), foi descartada a necessidade de Bolsonaro passar por uma nova cirurgia. A obstrução no intestino se desfez com medicamentos, e ele pode iniciar uma dieta líquida. Ele também teve a sonda nasogástrica retirada. 

Os médicos afirmaram que o procedimento é de alto risco e só considerado em casos emergenciais.

“Normalmente nestes quadros nós não operamos direto, se faz uma sonda gástrica, hidratação nasoenteral. Como tem uma saúde graças a Deus muito boa, recupera rapidamente, tanto que no dia que eu cheguei, o intestino ainda estava começando a funcionar e no dia seguinte já estava bem”, afirmou Macedo.

A necessidade de cirurgia só foi descartada oficialmente após a chegada de Antônio Luiz Macedo, que esteve no hospital na manhã de terça (4). O especialista estava nas Bahamas quando soube da condição do presidente e e retornou ao BRASIL.


Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados *

*