Banner Governo do Estado Banner topo – Armazém do povo Banner Topo -Virtex Telecom
Rede Brasil

Sesapi alerta municípios para prazos de aplicação de segunda dose

em 18 de outubro de 2021

Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) alerta os municípios do Piauí sobre os novos prazos para aplicação das segundas doses das vacinas contra a Covid-19. A nova atualização do Plano Nacional de Operacionalização da Covid-19, em 7 de outubro de 2021, apresenta os novos intervalos de aplicação dos imunizantes.

Foram estabelecidas de 04 a 12 semanas preconizando uma média de 08 semanas para a FioCruz/AstraZeneca, de 03 a 12 semanas para o Comirnaty/Pfizer entre a primeira e segunda dose. A vacina do CoronaVac/Butantan não recebeu alteração, permanecendo em 28 dias o intervalo.

A nova atualização do Plano Nacional de Operacionalização da Covid-19, em 7 de outubro de 2021, apresenta os novos intervalos - Foto: Ascom

A nova atualização do Plano Nacional de Operacionalização da Covid-19, em 7 de outubro de 2021, apresenta os novos intervalos – Foto: Ascom

“Desde a 36ª remessa de distribuição de vacinas, que os municípios já estão com os imunizantes para a antecipação dos prazos para a segunda dose. Com isso estamos fazendo esse alerta para que os municípios elaborem uma estratégia local para fazer os devidos adiantamentos” lembra a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé.

A diretora explica ainda, que a partir desta atualização os responsáveis pela aplicação das doses devem colocar no próprio cartão de vacina os novos prazos e aqueles que já receberam devem ser convocados para tomar a vacina no novo intervalo. “É muito importante fazer esse chamamento, para podermos alcançar uma imunização do nosso povo em tempo mais rápido”, alerta.

Dose de reforço

A secretaria também reforça os prazos para a vacinação da dose de reforço, que deve ser administrada 06 meses após a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única), independente do imunizante aplicado, para idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde. Pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos) devem tomar o reforço após 28 dias que tomou a segunda dose.


Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.