Banner topo – Armazém do povo BAnner Governo do Estado Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Prefeitos decidem nesta sexta-feira quem comandará a APPM

em 08 de janeiro de 2021


Prefeitos Toninho Caridade (PSD) e Paulo César (Progressistas )

Os prefeitos do Piauí nem bem tomaram posse e já partem para mais um embate na urna. Desta vez a eleição é para escolher o novo presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM). O pleito acontece nesta sexta-feira (8) e terá disputa voto a voto. Duas chapas foram registradas para a sucessão de Jonas Moura (PSD). Uma é representada pelo prefeito reeleito de Francinópolis, Paulo César (Progressistas ). Já a outra tem à frente o também prefeito reeleito de Caridade do Piauí, Toninho de Caridade (PSD).

“A minha pretensão é tornar a APPM uma entidade mais técnica e voltada principalmente para a assistência, o apoio ao município. Para quando um prefeito, principalmente de regiões longínquas chegar até a APPM, ele tenha seu problema resolvido”, disse o prefeito de Francinópolis, Paulo César.

Para ele, uma boa gestão tem que qualificar e valorizar os servidores. “Qualificar os servidores para que ofereçam um trabalho mais técnico. O prefeito que chega numa APPM daquelas quer ter seu problema resolvido com uma orientação e hoje nós não encontramos”, declarou.

Filiado ao Progressistas, partido com mais de 80 prefeituras no Piauí, Paulo César admite que o feito ajuda, mas que precisa do apoio de outras legendas,

“Claro que ajuda, mas também estamos contando com a ajuda de vários partidos. A gente quer implementar lá um suprapartidarismo, e não administrar em nome de um partido e sim do municipalismo. Vamos fortalecer o municipalismo. Nossa principal bandeira é qualificar a APPM, deixá-la mais técnica e menos política. Vamos cortar gastos e o que economizar investir na qualificação”, garantiu o gestor, que acredita ter o apoio de 140 prefeitos.

Para Toninho de Caridade, o pleito desta sexta será disputado. “Será uma eleição muito disputada. O partido do nosso adversário tem o maior número de prefeitos, mas a gente compôs também com outras forças representativas de prefeitos e acreditamos na vitória”, disse ao Cidadeverde.com.

O prefeito quer promover a integração da APPM com outras instituições para qualificar os gestores.

“Um dos nossos temas é qualificar os gestores aproximando as instituições das associações regionais e, capacitando tantos os gestores como sua equipe, para que a gente possa ter uma gestão eficiente e que possa captar recursos junto ao governo federal e estadual. Também como trabalhar na incrementação da receita, ICMS, ICMS ecológico, agora tem o ICMS da Educação criado por lei. São mecanismos para o incremento da receita municipal, tendo em vista que a receita da maioria das cidades depende totalmente das transferências municipais”, declarou.

“Queremos fortalecer esse caminho do municipalismo e dar uma eficiência à gestão pública”, acrescentou.

O gestor estuda ainda a criação de um fundo para ajudar municípios em estado de calamidade. “Estamos aqui estudando como criar um fundo para socorrer os municípios em estado de calamidade, dificuldade, para que a gente possa captar esse recurso. Isso está em fase de análise e estudo e de viabilidade jurídica”, explica, destacando que vai trabalhar por uma APPM independente.

“Uma APPM independente e eficiente e que não seja partidarizada e possa representar os prefeitos”, finalizou.

Última disputa foi em 2014

A última eleição com disputa ocorreu em dezembro de 2014, com três concorrentes : Arinaldo Leal (PSB), que foi reeleito, Paulo Martins (PT) e Hélio Rodrigues (PT). As últimas duas eleições foram consensuais e elegeram Gil Carlos (PT) e o atual presidente, Jonas Moura (PSD). Todos 224 gestores podem votar para eleger a nova diretoria da APPM para o biênio 2021/2022.


Via Cidade Verde

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.