Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros BAnner Governo do Estado Banner topo – Armazém do povo Banner Topo -Virtex Telecom
Rede Brasil

Baixo índice da umidade do ar no Piauí atinge vários municípios

em 19 de setembro de 2020

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) alerta para os baixos índices de umidade do ar. Uma massa de ar seco continua deixando muito baixa a umidade relativa do ar, aumentando a temperatura no período da tarde. Segundo a previsão do tempo, nesta quinta-feira (17) municípios como Bom Jesus, Alvorada do Gurguéia e Piripiri registraram 19%, 21% e 21% de umidade relativa do ar, respectivamente. As maiores temperaturas foram registradas em Piripiri (39,4°C), Bom Jesus (37,4°C) e Teresina (37,3°C). A tendência para os próximos dias é de baixa umidade relativa do ar e altas temperaturas.

A Semar alerta para um padrão inferior até mesmo no extremo-norte do estado. “Em cidades do litoral como Parnaíba, têm dias que a umidade relativa do ar chega a 30%, o que requer atenção, visto que de acordo com os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade entre 20% e 30% já requer estado de atenção, de 12% a 20% alerta, e inferior a 12% é alerta máximo”, explica a meteorologista da Semar, Sônia Feitosa.

Tempo seco pode causar doenças respiratórias- Foto: Romário Mendes

“Vários municípios do estado tem registrado valores de umidade relativa do ar abaixo de 20%, e esses números tão baixos apontam o risco de ocasionar problemas de saúde para a população e para os animais, além de danos ao ambiente”, frisa a Feitosa.

A meteorologista aponta ainda para os baixos valores na capital. “Em Teresina, tem apresentado baixos valores de umidade relativa ar, mas ainda assim está acima de municípios do interior do estado, em especial da região sudoeste. Temos registrados números entre 21% e 22%, o que requer atenção, no decorrer de todo esse mês é essa, a baixa umidade do ar e as altas temperaturas devem persistir”, esclarece Sônia.

Neste período, é importante a ingestão de líquidos com maior frequência. O uso de toalhas molhadas ou bacias com água para umidificar os ambientes é uma ótima saída. Em caso de problemas respiratórios, procure um médico.

A Semar alerta para um padrão inferior até mesmo no extremo-norte do estado. “Em cidades do litoral como Parnaíba, têm dias que a umidade relativa do ar chega a 30%, o que requer atenção, visto que de acordo com os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade entre 20% e 30% já requer estado de atenção, de 12% a 20% alerta, e inferior a 12% é alerta máximo”, explica a meteorologista da Semar, Sônia Feitosa.

“Vários municípios do estado tem registrado valores de umidade relativa do ar abaixo de 20%, e esses números tão baixos apontam o risco de ocasionar problemas de saúde para a população e para os animais, além de danos ao ambiente”, frisa a Feitosa.

A meteorologista aponta ainda para os baixos valores na capital. “Em Teresina, tem apresentado baixos valores de umidade relativa ar, mas ainda assim está acima de municípios do interior do estado, em especial da região sudoeste. Temos registrados números entre 21% e 22%, o que requer atenção, no decorrer de todo esse mês é essa, a baixa umidade do ar e as altas temperaturas devem persistir”, esclarece Sônia.

Neste período, é importante a ingestão de líquidos com maior frequência. O uso de toalhas molhadas ou bacias com água para umidificar os ambientes é uma ótima saída. Em caso de problemas respiratórios, procure um médico.


Fonte: Riachão Net

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.