Banner topo – governo do Estado – Máscaras Banner topo – Governo do Estado – Mãos higienizadas Banner topo – governo do Estado – Economia com responsabilidade Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Armazém do povo Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Fraude com auxílio emergencial no Piauí já passa de R$ 10 milhões, diz CGU

em 14 de agosto de 2020

A Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou nesta quinta-feira (13), uma atualização do levantamento de agentes públicos cujos CPF foram incluídos para o recebimento do Auxílio Emergencial em todo o país. No Piauí, o total de benefícios pagos irregularmente chega a R$ 10.231.200,00. Segundo a CGU, 6.996 agentes públicos do estado solicitaram o auxílio.

O levantamento é baseado em cruzamentos de informações da base de dados do benefício com diversas outras bases de dados disponíveis no Governo Federal. O objetivo é combater erros e irregularidades no pagamento do Auxílio Emergencial. O trabalho busca dar suporte às ações e decisões do Ministério da Cidadania relacionadas ao pagamento do benefício.

Em todo o país, os cruzamentos efetuados, relacionados aos pagamentos realizados até 19 de julho, apontam para a existência de pagamentos a 680.564 agentes públicos incluídos como beneficiários do Auxílio. O montante de recursos envolvidos para os pagamentos realizados a agentes públicos até a data mencionada é de R$ 981.712.800,00.

Na esfera federal, são 14.182 pagamentos a beneficiários que constam como agentes públicos federais, ou pensionistas, com vínculo ativo no Sistema Integrado de Administração de Pessoal (Siape), 52.001 pagamentos a CPF que constam como servidores militares da União, ativos ou inativos, ou pensionistas e 950 beneficiários que constam como funcionários de empresas estatais federais. Nas esferas estadual, distrital e municipal, foram identificados 613.431 agentes públicos, ativos, inativos e pensionistas que receberam Auxílio Emergencial.

Apesar do levantamento, a CGU ressalta que, pela forma de operacionalização do benefício, é possível que os servidores não tenham feito solicitação para seu recebimento, mas que tenham sido incluídos como beneficiários do Auxílio Emergencial de forma automática por estarem no Cadastro Único para programas sociais ou por serem beneficiários do Programa Bolsa Família.

Via Cidade Verde

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.