BAnner Governo do Estado Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Armazém do povo Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Escola Estadual de São Julião e outras do interior do Piauí conseguem avanço expressivo no Ideb

em 18 de setembro de 2020

As escolas do interior do Piauí conseguiram um resultado expressivo no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, demonstrando grande avanço educacional, reflexo do investimento estrutural e pedagógico realizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Além do primeiro lugar do Ideb para o Ensino Médio, conquistado pelo Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Augustinho Brandão, localizado em Cocal dos Alves, escolas como a Unidade Escolar Eustáquio Portela, de Santa Cruz dos Milagres, e Unidade Escolar Aprígio Pereira Bezerra, de São Julião, obtiveram crescimento considerável.

Um salto de 2.6 no Ideb de 2017 para 4.7 em 2019 impressiona a quem observa de perto a educação e sabe o quão difícil é promover uma melhoria como essa na qualidade do ensino. É o caso da Unidade Escolar Eustáquio Portela, da pequena Santa Cruz dos Milagres, polo do turismo religioso do Piauí. A escola, que ainda não é de tempo integral, deixou a todos da 7ª Gerência Regional de Educação (GRE), sediada em Valença do Piauí, impressionados.

O diretor da escola, Antônio Melo, revela que foi um trabalho árduo, e em parceria com as famílias, que tirou o Eustáquio Portela do último lugar na regional e o colocou entre as 25 melhores escolas de Ensino Médio do Piauí.

“Em 2019, realizamos uma assembleia com toda a comunidade escolar para pactuar ações visando ao crescimento, fizemos reuniões com professores para apropriação de conhecimento com a análise da matriz de referência do Saeb e das habilidades e descritores. Depois, desenvolvemos oficinas pedagógicas com professores de português e matemática, avaliação diagnóstica com alunos para aferir os conhecimentos, criamos um plano individual de atendimento personalizado para atender o déficit de habilidade de cada aluno, confeccionamos um material de trabalho em cima da matriz de referência. Por fim, aplicamos simulados mensais para a devolutiva pedagógica, com reforço para os que ainda não desenvolviam a habilidade e acolhimento dos alunos no dia da Prova Brasil”, explica Antônio Melo.

Outra escola de Ensino Médio que obteve boa evolução no Ideb, batendo a meta de 3.8 e superando a média estadual, foi a Unidade Escolar Aprígio Pereira Bezerra. A diretora dessa escola, Glória Filha, cita o acompanhamento pedagógica, o programa Se liga no Saeb e Mais Aprendizagem como ações fundamentais para esse resultado. Em 2017, a escola não tinha se qualificado para pontuar no Ideb.

A coordenadora pedagógica da unidade, Lídia Carvalho, observa que a comunidade escolar está muito satisfeita.

“Com esse resultado percebemos que estamos desenvolvendo um trabalho efetivo e proveitoso, e pretendemos acelerar esse ritmo principalmente agora com a implementação da nova política curricular advinda com a BNCC. Buscamos cada vez mais conectar nosso ensino ao conhecimento de mundo para que nossos alunos possam crescer com criatividade, criticidade e atuantes de modo significativo em qualquer esfera no contexto em que vive”, diz Lídia.

Em 2019, a Seduc criou o “Se Liga no Saeb”, um programa “guarda-chuva” que norteou escolas, as Gerências Regionais e a própria equipe da Seduc em como trabalhar, mobilizar e engajar todos os atores que fazem parte do processo de avaliação do Saeb.

“Para os gestores escolares, o foco principal é o aluno e o interesse é fazer com que ele aprenda e o resultado do Ideb atesta que estão no caminho certo e que a aprendizagem está ocorrendo com qualidade. São vários os fatores que levam a esse resultado, sendo imprescindível considerar o interesse dos alunos, a equipe pedagógica qualificada e comprometida com a escola, além do trabalho que vem sendo desenvolvido em um modelo de gestão democrática e participativa. Outro detalhe importante que auxilia a chegar na meta é a parceria dos pais, apoio das Gerências Regionais e equipe central da Seduc”, relata o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera Moura.


Fonte: Ascom

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.