Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner topo – Governo Piauí Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Armazém do povo
Rede Brasil

Quatro casos de sarampo já foram confirmados no Piauí

Os casos da doença triplicaram nos primeiros sete meses de 2019, considerando o mesmo período do ano em 2018, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

em 09 de outubro de 2019

A Campanha Nacional Contra o Sarampo começou na terça-feira (8), em alguns postos de saúde da capital. O atraso foi devido aos transtornos provocados pela chuva na última sexta-feira (04), que interromperam o fornecimento de energia elétrica em diversos bairros.

Sandra Cecília de Sousa, enfermeira da equipe de Saúde da Família da Unidade Básica de Saúde do Poti Velho, zona Norte de Teresina, alerta sobre o aumento de casos de sarampo, que segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), triplicou nos primeiros sete meses de 2019, considerando o mesmo período do ano em 2018.

“O país está em pleno surto de sarampo, e para prevenir é necessário vacinar as crianças com menos de cinco anos, que têm uma frequência maior de casos”, disse.

Essa faixa etária corresponde ao maior número de internações e apresenta maior risco de desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou, nos últimos 90 dias, 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes, das quais, quatro ocorreram em menores de 1 ano de idade. No Piauí, já são quatro casos confirmados, segundo a  Secretaria Estadual de Saúde. As cidades que apresentaram casos suspeitos de sarampo foram: Parnaíba, Picos, Luís Correia, Teresina, Campo Grande, Floriano e Demerval Lobão.

O público-alvo desta etapa da campanha são crianças entre seis meses e menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias). Sandra Cecília explica que é de extrema importância que a população esteja atenta à prevenção.

“Ela pode até mesmo ter sarampo, mesmo tomando a vacina, mas não será de uma forma tão agressiva no seu corpo. Quando o vírus entrar no organismo, já vai ter reconhecimento de algumas células de defesa, que são os anticorpos, para destruir o vírus do sarampo”, falou.

Francilene Pereira, dona de casa, chegou à UBS do Poty Velho para uma consulta de rotina e aproveitou para atualizar a caderneta de vacinação da filha. “Por precaução, eu acompanho as campanhas de vacinação, já que a minha filha tem seis meses e precisa estar saudável”, disse.

Francilene Pereira levou a filha para se vacinar | Crédito: José Alves Filho

Os postos de saúde de cada região oferecem as doses no horário das 8h até as 17h. “Na segunda semana, será aberta a etapa para vacinação dos adultos de 20 a 29 anos, direcionada para aqueles que ainda não tomaram a vacina”, explicou Sandra.

Para quem é imunizado pela primeira vez, é necessário aguardar 30 dias para receber a segunda dose, e quem já teve sarampo, está imune.

Dia D da vacina contra o Sarampo ocorre no dia 26 de outubro

Em todo o Brasil, o dia D da vacina ocorre no dia 19. Mas, no Piauí, a data será adiada para o dia 26 de outubro, devido ao feriado em comemoração ao aniversário do Estado. Até lá, a campanha será intensificada de forma seletiva, ocorrendo em duas fases, com o intuito de  interromper a circulação do vírus do sarampo no Brasil.

Transmissão e sintomas.

Essa doença infecciosa aguda, de natureza viral, é altamente contagiosa e pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. Sua transmissão se dá de forma direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções expelidas pelo doente ao tossir, espirrar, respirar e falar.

Os primeiros sintomas são febre alta, acima de 38,5°, com duração de quatro a sete dias, e manchas avermelhadas na pele (exantema maculopapular) – começam no rosto e atrás das orelhas, e depois se espalham pelo corpo.

Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.