Banner topo – Armazém do povo Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner Topo -Virtex Telecom
Rede Brasil

Como meio de driblar a seca, Piauí terá o maior crescimento do país na produção de sorgo

em 10 de setembro de 2019

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas no Piauí para 2019 foi estimada em 4.422.902 toneladas em agosto.

Isso significa uma queda de 1,7% na previsão de julho, mas ainda assim representa alta de 4,5% em relação à safra de 2018, que somou 4,23 toneladas de grãos.

Já a estimativa da área a ser colhida no Piauí foi de 1,48 milhão de hectare, 0,8% maior que a de 2018 (1,47 milhão de hectare) e 2,6% maior que a estimativa do mês de julho.

A soja, principal produto da safra piauiense, deve ter uma produção menor nesse ano. A estimativa é que sejam colhidas 2.324.775 toneladas do grão, o que significa quase 6% de queda frente a 2018. A informação foi divulgada nesta terça-feira (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por outro lado, o maior aumento na produção de sorgo foi informado pelo Piauí, com a área plantada de 30.248 hectares e o rendimento médio de 2.077 kg/ha. O cereal vem ganhando espaço de cultivo no Cerrado piauiense, uma vez que é mais tolerante à falta de chuvas que o milho, portanto, permite reduzir o risco climático que é o grande desafio do bioma.

Segundo explica o professor Francisco Soares, do Blog Ciência Viva, sorgo é uma gramínea similar ao trigo, porém mais resistente. “Os fatores climáticos não influenciam tanto nas plantações de sorgo, como influenciam nas plantações de milho, trigo e arroz. O sorgo é mais ajustável”, diz. O grão é usado na fabricação de rações animais.

Veja detalhes sobre a previsão para os grãos

Algodão
– agosto: 57.491 toneladas
– crescimento de 130,5% em relação a 2018

Arroz em casca
– agosto: 78.474
– queda de 28,3% em relação a 2018

Banana
– agosto: 52.711 toneladas
– crescimento de 26,1% em relação a 2018

Cana-de-açúcar
– agosto: 994.098 toneladas
– crescimento de 18,4% em relação a 2018

Castanha-de-caju
– agosto: 25.068 toneladas
– queda de 0,4% em relação a 2018

Feijão em grão (total)
– agosto: 80.159 toneladas
– queda de 14,7% em relação a 2018

Laranja
– agosto: 1.492 toneladas
– queda de 25,1% em relação a 2018

Mandioca
– agosto: 369.699 toneladas
– crescimento de 11,4% em relação a 2018

Milho (total)
– agosto: 1.841.563 toneladas
– crescimento de 21,1% em relação a 2018

Soja
– agosto: 2.324.775 toneladas
– queda de 5,9% em relação a 2018

Sorgo
– agosto: 68.810 toneladas
– crescimento de 170,8% em relação a 2018

Tomate
– agosto: 4.525 toneladas
– queda de 43% em relação a 2018

Uva
– agosto: 192 toneladas
– crescimento de 276,5% em relação a 2018

 

Dados nacionais

Em agosto, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 239,8 milhões de toneladas, novo recorde para a produção de grãos do país, 5,9% superior à safra de 2018 (mais 13,3 milhões de toneladas) e estável (0,0%) em relação à divulgada em julho (mais 108,1 mil toneladas).

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados *

*