Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Picos| Familiares e amigos se despedem da professora Gabriela Cavalcante

em 09 de novembro de 2018

Último adeus é marcado por grande comoção
Foto: Edson Costa

 

Na manhã desta sexta-feira (09), familiares e amigos prestam as últimas homenagens e se despedem da jovem Gabriela Cortez Cavalcante que veio a óbito no final da tarde de ontem decorrente de um grave acidente automobilístico ocorrido no bairro Ipueiras, em Picos. O velório acontece no Salão Funeral do PAF Vida, localizado na Rua do Cruzeiro.

Muita comoção e demonstrações de carinho são externadas a todo momento pelas dezenas de pessoas que dão seu último adeus a jovem, especialmente pela comunidade educativa do Instituto Monsenhor Hipólito (IMH), instituição de ensino em que Gabriela atuava como docente.

A tia de Gabriela Cavalcante, Margarida Monteiro (Mercantil Sertanejo), disse que o sentimento de tristeza e dor tem tomado a família desde a notícia da morte prematura da jovem. Segundo ela, Gabriela era considerada uma filha e que estava vivendo uma das suas melhores fases.

Margarida Monteiro, tia de Gabriela

“A Gabriela me chamava de tia-mãe. Sempre acompanhei todo o seu crescimento, somos uma família muito unida e tá sendo bem difícil passar por esse momento. Não dá para acreditar que isto está realmente acontecendo. Nós ainda temos o último áudio da Gabriela, minutos antes do acidente, tudo isso é muito doloroso porque ninguém se prepara para receber esse tipo de notícia. Ela estava numa ótima fase, era uma menina excepcional, sentimental, acolhedora”, destacou com emoção Margaria Monteiro.

As homenagens estão sendo demonstradas de diversas maneiras, especialmente pelos alunos do IMH que viam na Gabriela professora uma grande amiga. A aluna do 3° Ano do Ensino Médio, Eva Thamires Sousa, ainda recorda a última aula ministrada pela professora na turma, realizada na última quarta-feira (07), em que Gabriela apresentou aos alunos diversas fotografias e se despediu.

Eva Thamires com demais alunas de Gabriela

“A Gabriela não era apenas uma professora, era uma amiga de todo mundo. Ela dava o conteúdo, mas também ajudava dando conselhos. Na nossa última aula com ela [chorou] no final ela colocou umas fotos da gente que é o nosso último ano na escola, e disse que estava se despedindo [chorou] só que ninguém imaginou que seria a última vez. Então é muito doloroso para nós que convivemos com ela e vamos fazer jus o que ela nos ensinou – TUDO”, enfatizou a aluna.

O professor de Muay Thai, Paulo Dantas, artes marciais que Gabriela praticava há mais de um ano afirmou que a mesma fará muita falta aos treinos, pois ela interagia bastante com todos.

“Falar de Gabi é algo muito especial. Ela era uma aluna exemplar, dedicada aos treinos, sempre interagia com os outros alunos. Era uma amiga de todos e recentemente fez sua última graduação. É uma perda que vamos sentir muito”, concluiu.

Paulo Dantas, professor de Muay Thai

Gabriela Cortez Cavalcante era filha de Francisca Cavalcante e de Expedito Cortez (in memoriam). A previsão é que o sepultamento do corpo da jovem ocorra no final da tarde de hoje no cemitério do município de Dom Expedito Lopes.

Diretora do IMH dedica camisa da instituição à Gabriela

A diretora geral do IMH, Irmã Ana Tereza, se solidarizou à família de Gabriela, especialmente ao seu esposo Adriano que também é funcionário da casa de ensino. Entre tantas homenagens feitas pela escola foi dedicada a Gabriela uma camisa do Instituto que a diretora vestia. No ato de simbolizar o caixão da jovem com a camisa, os presentes entoaram o Hino do Instituto Monsenhor Hipólito acompanhado de fortes aplausos e lágrimas.

Irmã Ana Tereza tira camiseta do IMH que estava vestida e coloca sobre o caixão

“O Instituto Monsenhor Hipólito encontra-se em luto, em uma dor profunda e inexplicável pela perda da vida humana da professora Gabriela no estágio da sua vida jovial que encontra-se com o pai no reino eterno. Para nós é uma grande perda em todo seu processo de ação educativa, primeiro como pessoa, simples, dedicada, delicada, uma professora que dava total atenção ao seu ato profético de educar. Ela soube encantar muito bem os jovens no exercício de magistério”, falou emocionada a Irmã Ana Tereza.

Ir. Ana Tereza, diretora do IMH

Fonte: Folha Atual

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados *

*