Banner Topo -Virtex Telecom Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

Em Monsenhor Hipólito, mulher é morta pelo ex-companheiro enquanto dormia; Acusado ingeriu veneno e veio a óbito no Hospital Regional Justino Luz

em 03 de outubro de 2018

Maria Rosilene de Lima, conhecida como Lena, de 43 anos.

Na madrugada desta quarta-feira (03), por volta das 2hrs, mais um crime bárbaro de feminicídio na região chocou a pequena cidade de Monsenhor Hipólito-PI, onde uma dona de casa identificada como Maria Rosilene de Lima, conhecida como “Lena”, de 43 anos, foi assassinada enquanto dormia pelo seu ex-companheiro identificado como José Ferreira da Silva, conhecido popularmente como “Zé Polino”, crime que ocorreu na residência da vítima, na localidade Sítio Serra do Libório, a cerca de 16 km da sede do município.

Segundo informações de familiares da vítima, Lena teve sua casa arrombada pelo acusado José Ferreira que ao adentrar a residência, teria atacado Lena com uma chave de roda de caminhão enquanto a vítima dormia, o que levou Maria Rosilene a óbito no local. Informações dão conta de que no momento do acontecido, Lena estava acompanhada de sua neta de apenas 3 anos

Ainda segundo informações repassadas ao Portal Piauí em Foco por familiares da vítima, após assassinar a ex-companheira, José Ferreira ingeriu um litro de veneno. O mesmo ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Justino Luz na cidade de Picos, mas não resistiu e veio a óbito.

Ainda segundo informações de amigos e familiares da vítima, Lena já havia relatado a pessoas próximas que desde a última segunda-feira (01) estava sendo vigiada pelo ex-companheiro. José Ferreira da Silva era conhecido como “Zé Polino”, natural do estado do Ceará mas que já residia no município de Monsenhor Hipólito a mais de 10 anos.

O corpo de Lena ainda se encontra em sua residência, aguardando a liberação da perícia. A Policia Civil de Picos está no local juntamente com a perícia, onde isolou toda a área do acontecido.

Ferramenta utilizada pelo acusado a esquerda, e a direita a garrafa do veneno ingerido pelo mesmo.

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.