Banner topo – Estado Piauí Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner ZapNet – Topo
Rede Brasil

Sessão na Alepi é interrompida por confusão entre Robert Rios e Evaldo Gomes; vídeo

O motivo da confusão foi a inclusão do projeto Mensagem nº 40, do Governo do Estado que institui o Programa de Recuperação de Créditos Tributários do Estado, na pauta da CCJ.

em 24 de outubro de 2017

(Foto: Apoliana Oliveira/180graus)

Os deputados Evaldo Gomes (PTC), Robert Rios (PDT) e João de Deus (PT), discutiram durante a sessão da Comissão de Constituição e Justiça, na Assembleia Legislativa, realizada nesta terça-feira (24/10). O grupo discutia sobre a inclusão na pauta da proposta do governo do Estado, para reajuste de impostos.

João de Deus, a pedido de Robert, justificava que a equipe do governo não cederia mais na proposta, além do recuo no reajuste da alíquota de impostos sobre a energia elétrica. O parlamentar de oposição então retrucou, e disse que nenhuma resposta havia sido dada pelo governo, frente às propostas feitas em audiência pública.

Deputados discutem na Comissão de Constituição e Justiça por conta do projeto para reajuste do ICMS, proposto pelo governo.

Publicado por Apoliana Oliveira em Terça-feira, 24 de outubro de 2017

Evaldo Gomes, presidente da Comissão, insistiu em colocar o projeto como extra pauta, mesmo não constando na pauta divulgada para a reunião de hoje.

A discussão tomou forma quando Robert iniciou o bate boca com João de Deus. Exaltado frente à resistência de Evaldo, levantou-se e foi até a mesa da Comissão, balançando a folha de pauta. Chegou a tomar o microfone do presidente.

Evaldo perguntou se Robert o iria agredir, para a resposta positiva do parlamentar, “caso fosse necessário”.

Pedido de vistas
Após muito bate boca, os parlamentares Aluísio Martins (PT) e Firmino Paulo (PSDB) pediram vistas da Mensagem do governo, mesmo com a resistência de Evaldo. A comissão segue a pauta. Muitas já foram retiradas da discussão, na intenção da base do governo de retomar o debate sobre o reajuste de impostos, que graças ao regime de urgência, deve ocorrer ainda nesta reunião da CCJ.

A todo instante, com as intervenções de deputados da oposição, empresários, industriais, e representantes de associações e entidades presentes da sessão chamam o presidente da Comissão de “vendido”.

180graus

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados para esta matéria.