Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner Topo -Virtex Telecom
Rede Brasil

Polícia prende homem acusado de matar ex com tiro na cabeça no interior do Piauí

em 04 de dezembro de 2018

Um homem identificado como Eduardo Pessoa Araújo foi preso em flagrante na cidade de Piracuruca, durante uma abordagem da Polícia Militar, na BR-343, na tarde do último sábado (01/12). Ele estava acompanhado de um comparsa e foi encontrado com um revólver calibre 32, um veículo e celulares que teriam sido furtados.

“Inicialmente ele deu um nome falso, mas foi entrevistado, depois interrogado, visto que não tinha outra saída para ele, acabou revelando os fatos em si, inclusive porque ele foi preso em flagrante com arma de fogo, alguns celulares produtos de furto que ele estava praticando na cidade de Piracuruca, e os policiais militares conduziram ele até a delegacia de polícia do município onde ele foi autuado em flagrante”, declarou o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Francisco Costa, o Baretta.

O delegado acrescentou ainda que Eduardo é um indivíduo de alta periculosidade. “Ele pratica roubo e furtos, a especialidade dele é mais furtos, arrombamento de veículo, onde ele anda atrás de cartão de crédito, ele também já fez saidinha de banco e é um indivíduo que pratica progressivamente o crime, faz do crime o seu meio de vida”, disse.

O acusado estava sendo procurado pelo Núcleo de Feminicídios, suspeito de matar a jovem Lara Fernandes da Silva de 23 anos, ela foi morta com um tiro na cabeça e teve o seu corpo jogado no Rio Parnaíba, no ultimo dia 7 de novembro.

Lara foi encontrada morta (Crédito: Reprodução)
Lara foi encontrada morta (Crédito: Reprodução)

Eduardo era casado mas há cerca de dois anos conheceu Lara com quem passou a ter um relacionamento amoroso. A relação dos dois era marcada por muito ciúmes e possessividade por parte do acusado, as agressões físicas também eram constantes. No dia do crime, Eduardo passou por volta de 19h na casa de Lara e a buscou, os dois saíram e Lara não foi mais vista.

“A Lara com ele tinha uma relação mista de uma amizade, de amor e de perigo, eles andavam sempre juntos, inclusive ele praticou algumas condutas criminosas que eram do conhecimento dela na cidade de Parnaíba. Eles frequentavam salão de macumba onde nas noites eles faziam despachos em cemitério em Teresina, era algo que você ficava sem entender, era um  relacionamento que não poderia se suceder em outra coisa senão uma morte dessa violenta”, afirmou Baretta.

Eduardo é foragido do sistema prisional, ele cumpria pena na Penitenciária Irmão Guido por um roubo cometido no ano passado na cidade de Parnaíba. Em julho desse ano ele foi beneficiado com a progressão para o regime semi aberto e passou a cumprir pena na Colônia Agrícola Major César. Três meses depois ele fugiu e continuou a praticar crimes, entre eles o assassinato da jovem.

A arma apreendida será analisada para saber se foi a mesma utilizada no crime de Lara. Eduardo também será ouvido pelos policiais do Núcleo de Feminicídios que devem solicitar o mandado de prisão à justiça, ele deve ser indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, com a possibilidade também da qualificação por feminicídio

“Os levantamentos que a delegada Luana colocou nos autos, provavelmente além da outra qualificadora, que tem já desenhado pode chegar também a qualificadora do crime de feminicídio”, finalizou o delegado.

Fonte: Meio Norte

 

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados *

*