Banner topo – Estado Piauí Banner ZapNet – Topo Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros
Rede Brasil

No Piauí, homem é encontrado morto e família suspeita de vingança de policiais militares

em 14 de novembro de 2017

Um homem identificado como Isaías Rodrigues da Silva foi encontrado morto às margens do Rio Poty, próximo ao bairro Parque Rodoviário, Zona Sul de Teresina, no início desta terça-feira (14). De acordo com Noêmia Soares da Silva, tia da vítima, o homem era usuário de drogas e teria tentado praticar um assalto a um motociclista que era um policial militar. A família acredita que policiais mataram Isaías.

“Esse policial que prendeu ele chamou várias viaturas, que abordaram meu sobrinho e o agrediram com o facão. Ele já tinha se rendido. Depois disso, trouxeram ele para a beira do rio para matar”, disse Noêmia.

No local, o delegado Francisco Costa “Barêtta”, titular da delegacia de Homicídios, a morte aparentemente foi violenta e as investigações preliminares já estão sendo feitas para dar segmento à investigação.

Delegado Barêtta, da delegacia de Homicídios, assumirá a investigação do caso (Foto: Junior Feitosa/ G1)

Delegado Barêtta, da delegacia de Homicídios, assumirá a investigação do caso (Foto: Junior Feitosa/ G1)

“Estamos investigando. Nos preocupamos com as circunstâncias em que o fato aconteceu para construir as provas. Precisamos ter cautela porque o IML está chegando e a perícia criminal fazendo o levantamento para determinar o que houve”, destacou.

A família, por sua vez, alega ter provas que confirmam a versão de que policiais militares estejam envolvidos na morte do homem.

Segundo a tia de Isaías, testemunhas viram a ação da polícia e o caso será levado adiante. “Temos o relato de várias pessoas e provas concretas que indicam que foram os policiais que mataram ele”, disse Noêmia.

Familiares suspeitam que jovem foi morto por policiais militares (Foto: Junior Feitosa/ G1)

Familiares suspeitam que jovem foi morto por policiais militares (Foto: Junior Feitosa/ G1)

Ao G1, o coronel John Feitosa, relações públicas da Polícia Militar do Piauí, afirmou que a instituição vai colher as declarações da família e encaminhar para a Corregedoria da Polícia Militar realizar a apuração dos fatos.

“Vamos ouvir essa pessoa da família, ela vai apresentar os elementos que apontam para essa afirmação e a Corregedoria vai fazer a apuração”, declarou.

Após o trabalho de perícia no local, o corpo será levado ao IML para o exame cadavérico.

Fonte: G1

Fotos: Junior Feitosa

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados *

*