Banner ZapNet – Topo Banner topo – Rede Brasil Aluguel de Carros Banner topo – Estado Piauí
Rede Brasil

Estudante do Piauí tira nota 1.000 na redação do Enem; leia a redação!

A estudante afirmou que ficou muito feliz quando viu o tema da redação na prova. “Eu gostei muito. Estava esperando esse tema e já tinha estudado.

em 13 de janeiro de 2016

Uma estudante do Piauí obteve a nota máxima na redação do Enem 2015. Valéria da Silva Alves, de 21 anos, foi uma dos 104 candidatos que tirou 1.000 em todo o país, segundo os dados apontados pelo Ministério da Educação (MEC). Este ano o tema proposto foi “a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”.

A estudante afirmou que ficou muito feliz quando viu o tema da redação na prova. “Eu gostei muito. Estava esperando esse tema e já tinha estudado o assunto. Tinha feito redações em relação à mulheres, mas não abordando a questão da violência. Mas isto me ajudou muito”, disse Valéria Alves.

Na redação, a estudante disse que trabalhou três aspectos que, para ela, foram essenciais para obter a nota máxima. “Eu tenho bom domínio de gramatica e ortografia porque eu faço muitas leituras. Além disso, estruturei bem o texto, escrevi a redação como o Enem pede e tinha conhecimento sobre o assunto, então argumentei bastante”.

Dentre os pontos abordados por Valéria na dissertação, foram trabalhados a questão da criança que vive em um ambiente onde os pais sofrem com dependência de drogas e álcool, e como isso pode interferir na vida adulta; o fato dos movimentos feministas, que incitaram inúmeras discussões nas redes sociais; e a tradição na sociedade brasileira, onde há o machismo e a luta da mulher por representatividade.

A jovem relatou ainda que fazia em média duas redações por semana e estudava cerca de 5 horas por dia. Valéria Alves passou quatro anos afastada dos estudos e não concluiu o Ensino Médio. Ela frequentava um cursinho pré-vestibular e participou do Enem pela primeira vez. A estudante afirmou que com a nota vai concorrer ao curso de Medicina na UFPI e na Uespi.

Ontem, o MEC divulgou dados com o balanço do Enem 2015. De acordo com o Ministério da Educação, 104 candidatos obtiveram nota mil na redação e 53 mil pessoas tiraram nota zero. Mais de 1,9 milhão de participantes tiveram entre 501 e 600 pontos.

Valéria da Silva Alves, de 21 anos – Foto: Reprodução

Leia a redação nota mil de Valéria na íntegra:

“A submissão da mulher em uma sociedade patriarcalista como a brasileira é um fato que tem origens históricas. Por todo o mundo, a figura feminina teve seus direitos cerceados e a liberdade limitada devido ao fato de ser considerada mais “frágil” ou “sensível”, ainda que isso não pudesse ser provado cientificamente. Tal pensamento deu margem a uma maior subjugação da mulher e abriu portas a atos de violência a ela direcionados.

Nessa perspectiva, a sociedade brasileira é pautada por uma visão machista. A liberdade feminina chega a ser tão limitada ao ponto que as mulheres que se vestem de acordo com as próprias vontades, expondo partes do corpo consideradas irreverentes, correm o risco de serem violentadas sob a justificativa de que “estavam pedindo por isso”. Esse pensamento perdura no meio social, ainda que muitas conquistas de movimentos feministas – pautados no existencialismo da filósofa Simone de Beauvoir – tenham contribuído para diminuir essa percepção arcaica da mulher como objeto.

Diante disso, as famílias brasileiras com acesso restrito à informação globalizada ou desavisadas a respeito dos Direitos Humanos continuam a pôr em prática atos atrozes em direção àquela que deveria ser o centro de gravitação do Lar. A violência doméstica, em especial física e psicológica, é praticada por homens com necessidade de autoafirmação ou dependentes de drogas (com destaque para o álcool) e faz milhares de vítimas diariamente no país. Nesse sentido,  a criação de leis como a do feminicídio e Maria da Penha foram essenciais para apaziguar os conflitos e dar suporte a esse grupo antes marginalizado.

Paralelo a isso, o exemplo dado pelo pai ao violentar mulher tem como consequência a solidificação de tal prática no psicológico dos filhos. As crianças,  dotadas de pouca capacidade de discernimento, sofrem ao ver a mãe sendo violentada e tem grandes chances de se tornarem adultos violentos, contribuindo para a manutenção das práticas abusivas nas gerações em desenvolvimento e dificultando a extinção desse comportamento na sociedade.

Desde os primórdios, nas primeiras sociedades formadas da Antiguidade até hoje, a mulher luta por liberdade, representatividade e respeito. O Estado pode contribuir nessa conquista ao investir em ONGs voltadas à defesa de direitos femininos e ao mobilizar campanhas e palestras públicas em escolas, comunidades e na mídia, objetivando a exposição da problemática e o debate acerca do respeito aos direitos femininos. É importante também a criação de um projeto de distribuição de histórias em quadrinhos e livros nas escolas, conscientizando as crianças e jovens sobre igualdade de gênero de forma divertida e interativa.”

Fonte: O Dia

63 Comentários

  1. vanusa disse:

    Essa crítica toda negativa se dá porque você é nordestina…Você provou que o nordeste tem jovens Inteligentes ´PARABÉNS!!!!! SUCESSO NA SUA PROFISSÃO.

  2. Ariane Eliza disse:

    Essa moça realmente representou com o texto,mas ao ver algumas outras pessoas argumentando o fato de não caber nas 30 linhas,fiquei meio em duvida se esse texto ate então não teria sido alterado. Porque mesmo se a letra fosse a menor possível,duvido que estaria legível !

    • Sidnei disse:

      Concordo!
      Também fiquei com a mesma dúvida!
      Temos um problema nessa redação!! Alguma coisa não encaixa!!!
      Sem título e ainda fora de uma estrutura básica de um texto dissertativo!!

      Deveria ser postado a redação na integra!!!
      Inclusive com a nota!!
      kkkk

  3. Cleusa Elena do Nascimdnto disse:

    Orgulho para nós mulheres.
    Sucesso sempre!!

  4. salete orlandina cardoso disse:

    Parabéns Valéria nossa luta ganha força com conquistas diárias, sua redação é mais uma Vitória que dá notoriedade ao sentimento e o problema que vivemos.

  5. belinha Barbalho disse:

    Parabéns Valéria!!! Realmente você é capaz!!! Continue dando esse exemplo de capacidade e inteligência a todos!!! Parabéns para a educação do Piauí que vem sempre se destacando!!! ????????????????????????

  6. Maria Guilherme Correia disse:

    Quantos avaliadores de espaço, linhas…
    Pôxa… É sinal que a educação ainda está longe do objetivo ideal!
    Vamos estudar gente!
    Próximo ano tem ENEM dinovo, ainda dá tempo.
    Parabéns pela vitória!
    Sucesso!

  7. Adriane Zamboni disse:

    A redação ficou muito bem argumentada…..porém em minha opinião impossível de escreve-la em 30 linhas conforme regras do ENEM…..

    • Pedro Carlos disse:

      Não se deve levar em conta matemática o que vem da fluente inteligência desta jovem. Redação perfeita, que abrange o tema com desenvoltura, bem dividida e muito bem argumentada.
      Se fossemos considerar números de linhas, ou 29 ou 31, estaríamos podando o dom da escrita livre, ampla e com conhecimento.
      Melhor seria deixar a exatidão dos números para a prova de Matemática

    • Enides disse:

      Parabéns a jovem mas essa redação não atende a uma das exigências; ser escrita em 30 linhas.

    • SHIRLEY MARQUES DOS REIS DE SOUZA disse:

      Primeiro quero parabeniza-la, seu texto é brilhante, porém não atende ao numero de Linhas exigidos pelo Enem. Diante de tal informação eu receio que este não seja o texto original até mesmo porque acredito que o ENEM não disponibiliza para mídia , posso no entanto estar enganada, embora exista algumas contrádições, as ideías foram muito bem elaboradas e você demonstrou conhecimento de causa. Parabéns!

    • LEILA CRISTINA DA SILVA FIGUEIREDO disse:

      O que seja impossível para você, pode ser possível para outros!!! Parabéns Valéria Alves. Você abordou os pontos chaves da violência contra a mulher, onde muitos preferem ignorar. Estamos muito bem representadas. Continue assim.

  8. Lourdes Borges disse:

    O texto foi objetivo, bem definido. Parabéns ????

  9. Daniela Oliva disse:

    Sociedade patriarcalista ou sociedade patriarcal???

  10. Marcia disse:

    Realmente, não tem com passar esse texto em 30 linhas. Minha letra é pequena e não consegui.

  11. JOSE S MAIA disse:

    A REDAÇÃO DA MOÇA FICOU ÓTIMA….A ÚNICA RESSALVA QUE FAÇO É EXATAMENTE O QUE A MAIORIA TÁ QUESTIONANDO…..NÃO TEM A MENOR CONDIÇÃO DE COLOCAR ESSE TEXTO EM 30 LINHAS, POR MAIS QUE A LETRA DELA SEJA PEQUENA….SERÁ QUE FOI EDITADO ALGUMA COISA A MAIS NO TEXTO?

    • Aura disse:

      Também tive esse mesmo pensamento,redação perfeita,mas se foi tudo isso que ela escreveu que está ali explicitada,jamais daria somente 30 linhas,como é a exigência do ENEM,e aí como fica?

      • Rafael Otaviano disse:

        415 palavras em 30 linhas? Escreve aí, à mão, mais de 10 palavras numa linha de caderno… Panacas elogiando uma mentira.

        • Pedro Carlos disse:

          Seu palavreado não condiz com alguém capaz de julgar um texto sequer
          PANACA, o que é isto meu amigo, se sentiu ofendido por algo?
          nota 1000 para a moça. O que vale é o conteúdo
          Matemática é outra prova
          c

  12. marina disse:

    Parabéns Valéria isso é a soma de seu esforço,pura dedicação,continuo acreditando que tudo o que almejamos só depende de muita leitura e conhecimento.Minha filha o ano passado foi e continua sendo a prova disso ,obteve nota máxima no ENEM e foi para o segundo ano
    de Farmácia!

  13. VANILDO RIBEIRO SCHAVINSKI -ESCRITOR. disse:

    Li com certa equidade a redação da aluna e achei bastante elucidativa em conformidade com o tema. Redação bastante explicitada, conforme e bem redigida.valeu a nota 1000 que levou.
    .

  14. Fabíola disse:

    “A liberdade feminina chega ao ponto de ser tão limitada, que as mulheres se vestem de acordo com suas próprias vontades, exponto partes do corpo consideradas irreverentes”.
    Há uma contradição nessa frase, é limitada mas se vestem como querem…
    O decorrer do texto acaba explicando a primeira frase, OK!
    Porém a contradição existe. De resto é um bom texto, o assunto é bem batido, e deve!
    Parabéns â moça.

    • Bruno disse:

      Sim, é limitada de acordo com a sociedade, no qual não impede o modo de se vestirem, mesmo sendo criticadas pela sociedades.

    • Túlio Wallace disse:

      Também há uma contradição na frase: “O Estado pode contribuir nessa conquista ao investir em ONGs…” visto que, se o Estado investir em ONGs essas mesmas deixarão de ser ONGs, pois como a própria sigla explicita; ‘Organização NÃO Governamental’.

      • Lara Ignaccio disse:

        Túlio Wallace, incentivos e isenções fiscais são oferecidas pelo Estado, além de repasse de verbas sim. E ainda sim são ONGS

    • Pedro disse:

      Fabiola, o erro está em sua transcrição. O correto seria: “A liberdade feminina chega a ser tão limitada ao ponto que as mulheres que se vestem de acordo com as próprias vontades, expondo partes do corpo consideradas irreverentes, correm o risco de serem violentadas sob a justificativa de que ‘estavam pedindo por isso’ “. Sem contradição alguma, abraços.

  15. Thais disse:

    Eita povo invejoso kkkkk

  16. Ana Vera disse:

    Parabéns! Muito sucesso, e nunca esqueça “estudar é o mais importante, ninguém nos rouba”, sucessos mil

  17. Delma maria Rodrigues silva disse:

    PARABÉNS MUITO SUCESSO ISTO É COISA DE NORDESTINA.VALEU VALÉRIA.

  18. Taiza dos Reis Rezende de Assis disse:

    Parabéns Valéria. Seu texto foi muito bem elaborado e você conseguiu defender sua ideia com clareza.

  19. EDINHO OLIVEIRA disse:

    Excelente texto.
    Está ai a prova que o nosso pais ainda tem jeito.
    Acredito que todo esforço que o pais faz, mesmo com tantas dificuljeito, temos que acreditar na educaçao. Ela foi brilhantemente em suas colocaçoes, mostrou que tem conhecimento e e capaz.
    Palmas para o nosso nordeste tao sofrido e criticado por muitos.
    Parabens!

  20. Marisangela Surdi disse:

    Acredito que ela tenha ficado com o rascunho, pois muitos fizeram o rascunho na prova, e depois de corrigir foi publicado, mais ou menos , em termos gerais o que ela escreveu.

    • Marisangela Surdi disse:

      Minha filha em 2009 também tirou nota 1000 na redação e conseguiu vaga na UFSM (Santa Maria), ja esta formada e fazendo sua especialização. Parabéns a esta menina, muito boa a redação.

  21. Sueyli disse:

    O terceiro parágrafo restringe a violência à grupos marginalizados, famílias que não conhecem seus direitos, pelo que entendi, sem cultura e pelo que conhecemos da realidade a violência contra a mulher atinge todos as camadas sociais. Do pobre ao rico. Do sem instrução ao instruído. Falhou aí. Talvez um noventa.

    • Patrick Leonardo disse:

      A grupos não tem crase.
      Sds.

    • Bruno disse:

      Não foi falho, ela expôs a opinião dela e não a sua, cada uma faz a redação da forma que quer, que pensa, mantendo-se de acordo com o tema, e ela foi claramente na suas ideias e de acordo com a ortografia, mereceu sim os 1000

  22. HEnrique disse:

    O que me impressiona é que a candidata fez um baita redação abordando pontos muito interessantes pra debate e tem gente questionando como ela conseguiu escrever em 30 linhas. Não entendo isso.

  23. Ailson disse:

    Gostei muito da redação. Atende aos objetivos do ENEM. Gramaticalmente o texto deve conter: introdução, desenvolvimento e conclusão (esta última é síntese do desenvolvimento do texto e por isso não deve apresentar fatos novos. Mas o ENEM exige uma proposta, uma solução para a tese apresentada. Assim sendo, o texto contempla os objetivos do ENEM).

    • Marlene disse:

      Ailson, é a introdução que é uma síntese do desenvolvimento. A conclusão expõe soluções ou fechamento de idéias expostas no desenvolvimento.

  24. Fabricia Carla disse:

    Parabéns. Otima redação. Mas fico pensando como ela como ela conseguiu colocá-la em 30 linhas. Pois quando fiz o ENEM minha maior dificuldade foi essa, articular minhas ideias em tão pouco espaço.

    • Lucio disse:

      Pois é, e se não tiver enganado, o q passar do espaço destinado à redação não é corrigido.

    • Roger disse:

      “minha dificuldade foi essa”
      sua dificuldade não baliza o mundo, veja o mundo sempre com o olhar crítico e não pensando no que acontece com VOCÊ

  25. Altemir Roque disse:

    Parabéns pelo texto. Bem articulado, demonstrando conhecimento do assunto. Só penso que o governo não deve investir em ongs para democratizar o tema. Esse assunto deve estar na ordem do dia dos órgãos de governo. Se o governo muitas vezes é tendencioso à certas ideologia, certamente as ongs serão muito mais. Faço essa observação.

  26. Elaine disse:

    A redação está muito boa, mas com que letra ela escreveu pra colocar isso em 30 linhas? O avaliador deve ter usado uma lupa.

    • Fernando disse:

      Concordo plenamente, o primeiro paragrafo escrito com letra razoável e legível já ocuparia a maior parte das 30 linhas…

  27. jerson silva disse:

    o que vejo nesta jovem chama-se ¨Dedicação e capacidade¨

  28. Fernanda disse:

    A redação deu 30 linhas, com td certeza coube na prova sem contar que ela pode ter letra pequena

  29. Rico Mäder disse:

    Parabéns Valéria Alves.
    Excelente abordagem e principalmente por mostrar historicamente a que ponto chegamos e sugestões de tratamento social.
    Sucesso em sua carreira médica, estamos vibrando que passe e alcance sua meta, syn!

  30. nailde disse:

    como a candidata fez para colocar essa redação em trinta linhas?

  31. nailde disse:

    como ela fez, para conseguiu colocar toda essa redação em trinta linhas?

  32. Liduina Alves de Andrade disse:

    Realmente esta jovem relatou a problematic que passa a mulher destacando bem a questâo da violência e que a mulher é tratado como objeto.E home a mulher deve ser respeitada e tratada como number firms,forte e que ocupa cargos que só era de direito de homem.Hoje ela faz a diferencia em todos is aspectos.Parabéns mulheres você já ocupou seu espaço viva nós mulheres!!

  33. Maria Aparecida disse:

    O texto foi bem claro e objetivo dentro da realidade nos dias atuais.
    Penso que desde que todos tem os direitos iguais perante a justiça… a história da mulher é muito polêmica… Parabéns Valéria!!

  34. idalina carvalho disse:

    Parabéns, gostei muito de sua redação. E, em especial você ser do estado do nordeste admiro muito a dedicação do nordestino. Sou do centro-oeste do Brasil.

  35. Livia disse:

    Gosaria de saber como foi disponibilizada essa redação na mídia, se milhares de brasileiros não teem acesso à correção de suas redações?

  36. Ana Maria disse:

    Sou Piauiense e fico feliz quando vejo nosso estado se destacando pela educação de qualidade. Parabéns a essa jovem. Excelente a redação, bem escrita, bem fundamentada, com conteúdo.

  37. Gilmar Ferreira ponte disse:

    Parabéns por esta brilhante idéia, ótima percepção da temática e concatenou muito bem. Redigiu um maravilhoso texto apresentando um projeto que no meu ponto de vista e de grande relevância… Boa sorte garota!!! Abçs!

  38. Franciel disse:

    No Piauí à exemplos a ser seguido, pois aqui os alunos se dedicam e mostram a sua dedicação para o mundo #somosnota1000″.

  39. VALDINAR DE CARVALHO disse:

    Parabens, parabens
    Qdo jovem creditei nas armas uma revoluçao hoje, credito na EDUCAÇAO todas as revoluçoes que precisa nois humanos
    Como filho da primeira capital do estado do PI, oeiras, todas as veses que o PI mostra destaque na educaçao, fico muitooooooooooooooooooo feliz

  40. Esther Maria disse:

    Muito bem definida a redação … mas realmente a letra dela só pode ser minúscula …ela soube usar o tema a seu favor … parabens para ela ..

  41. Marcelo disse:

    A letra dela deve ser bem pequena, né?

    • João santos disse:

      O texto devidamente explícito , á aluna abordou todos aspectos exigido Apontando soluções para o problema abordado .

Os comentários estão encerrados para esta matéria.